A ignorância é maravilhosa

18:35:00


- Felicidade sempre cheirou-me a estupidez. - disse-me sem cerimônia. - E não precisa faro apurado não. Qualquer um pode perceber. Quem questiona, entende. Quem entende, percebe a sujeira que o mundo é. Ah, os idiotas! Esses sim sabem ser felizes. Quem me dera ser um deles!
- Já é bem sabido que a ignorância é uma bênção, mas por mais infeliz que eu fosse, não trocaria meu intelecto por sentimento algum. - Eu disse, fazendo uma careta. O sorvete gelou meu cérebro. Ela riu.
- E você ainda se considera do time dos espertos! Então você seguiria o coelho, Alice? Escolheria a pílula vermelha? Não se engane. As pessoas anseiam por ser enganadas. Cada uma delas, inclusive você. As pessoas amam ilusões. Conte-lhes belas histórias e elas lhe farão rei - Comecei a concordar com ela, mas parei de prestar atenção. Enquanto ela falava, eu via as pessoas do lado de fora da sorveteria. Cada uma delas exibia um sorriso, mas isso não significava que eram felizes. Se não, ou cada sorriso é uma mentira ou uma tentativa de ser feliz.
-... É quase instintivo. Tá me ouvindo?
- Claro.
- Então me diga o que te faz feliz?
- Ler um bom livro. Encher a cara. Encontrar uma garota que me faça rir. Esse tipo de coisa, acho.
- Exato. O que te faz feliz é fugir da realidade. - Disse ela com um sorriso de triunfo. - Agora vamos embora que já deu por hoje. - Eu ri. - Porque a risada?
- Bem aqui. Agora. Isso é o que me faz feliz. Até amanhã! - Não era intencional, mas fui embora com um sorriso estampado no rosto.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram

Spotify

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *