A vida é um espelho torto na parede

22:11:00

Todos os dias eu acordo às 8 da manhã e todos os dias eu demoro a me levantar. Com muita sonolência eu me arrasto para o chuveiro e me arrumo para ir ao trabalho. Todos dias, na saída de casa, passo por um espelho. Dou aquela última e rápida olhada para ver se está tudo certo, se meu cabelo está bem penteado, se não tem nada nos meus dentes. E então, vou-me embora.
Ou, pelo menos, era isso o que eu fazia. Agora eu perdi o emprego e tem dias que eu acordo às 11 e tem dias que eu acordo às 6 da manhã. Tomo meu café e não ligo se meu cabelo está penteado ou se minha camisa está bem passada. Não me olho mais no espelho. Não com frequência, pelo menos. Fora da rotina, às margens do sistema, conseguimos prestar melhor atenção nos detalhes. Passei pelo espelho da saída e me olhei. Olhei bem e percebi algo. O espelho estava torto. Durante os últimos meses eu passava pelo espelho torto e nunca notei. Nunca parei para prestar atenção. Agora, então, com cuidado eu ajeito o espelho e me olho nele. Vou-me embora.
Noutro dia de procrastinação eu passo pelo espelho e percebo que está torto novamente. Ajeito e vou-me embora, mas depois passo em frente dele e noto que está torto novamente. Percebo que não importa o que eu faça, o espelho sempre penderá para o lado. Não adianta simplesmente colocar ele no lugar e esperar que ele fique assim por si só. Eu me olho no espelho e vejo que tudo ao meu redor está torto. Olho bem para o espelho e não sei mais dizer se o espelho é que está torto ou se sou eu. Devo eu me endireitar ou endireitar o espelho? Ou os dois? Mas eu não tenho mais motivo para ver se meu cabelo está limpo e apresentável, se minha camisa está amarrotada, então não importa mais. Deixo o espelho do jeito que está e vou-me embora. A minha vida não é mais aquela velha rotina. A minha vida agora é um espelho torto na parede.

You Might Also Like

4 comentários

  1. Hey, vim parar aqui por causa do "Os Dragões de Fogo" (hm.. é só isso mesmo, acho que não tem nada mais a acrescentar nesse comentário). Esse texto é meio... Uma analogia inquieta. Fiquei em duvida sobre até onde foi literal. Anyway, talvez você deva colocar uma fita crepe na parede para segurar o espelho (fica no ar se é uma sugestão literal ou uma analogia), a não ser que seu espelho seja desses grandes, dai só batendo o pregador de novo. Aliás, espelhos de parede são pouco práticos.
    Bjins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, a propósito, (se o texto tiver sido literal), não fique tão triste. Felizmente a vida não é como um espelho torto, que se ninguém arrumar, fica para sempre ali. As coisas sempre mudam. As vezes, mudam para melhor =)

      Excluir
    2. Olá, Nanda!
      Obrigado pela visita! Pois é, a maioria das coisas que escrevo só faz sentido pra mim xD
      Mas então, percebe que vivi até este ponto com o espelho torto? Só agora percebi que ele era torto, então resolvi tentar arrumar. O fato é que ele já era torto, então aceitei que o espelho é torto. É assim que ele é e pronto. Eu aceitei que o espelho é torto. (Há a diferença entre SER torto e ESTAR torto) Talvez ainda não faça sentido algum, mas na minha cabeça faz. Sério, não tente entender o que se passa na minha cabeça!

      Excluir
    3. Hmm Certo. O texto é sobre aceitar (antes, sem nem sequer perceber e depois, após perceber) algo que (o espelho, para não fugir da analogia) está torto? Nha, talvez isso não seja ruim né. Tipo, se você decidiu aceitar, é por que fica melhor pra você dessa forma (ou não x _x estamos mesmo falando de espelhos? É que o certo me parece o espelho retinho anyway.)

      Excluir

Instagram

Spotify

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *